Covid-19 na Venezuela: 41 padres e 4 bispos mortos no país desde março de 2020

Atualmente, a Igreja na Venezuela tem 2.068 sacerdotes, 345 diáconos permanentes e 60 bispos.

Covid-19 na Venezuela: 41 padres e 4 bispos mortos no país desde março de 2020
Vatican News

"Em meio à crise global diante da pandemia, os sacerdotes não estão isentos dos riscos de contrair a Covid-19 em um momento em que as pessoas buscam o consolo do espírito e a proximidade da fé, para a qual os sacerdotes oferecem seu serviço à Igreja", escreve a Conferência episcopal, lembrando que desde a chegada da Covid-19 ao país, a mesma sempre exortou a população a respeitar as medidas anti-Covid.

De março de 2020 a 13 de dezembro de 2021, 413 sacerdotes e 26 bispos foram infectados pela Covid-19 na Venezuela, dos quais 41 sacerdotes e 4 bispos morreram. Foi o que anunciou a Conferência Episcopal Venezuelana (CEV), publicando dados estatísticos atualizados até 13 de dezembro de 2021.

 

Média das vítimas fatais da Covid era de 61 anos de idade

 

Em 38 das 41 circunscrições eclesiásticas da Venezuela houve membros do clero que contraíram a infecção da Covid-19, porém, somente em 17 dioceses houve mortes por Covid-19 ou causas derivadas. A idade dos falecidos varia de 40 a 90 anos, com uma média de idade de 61 anos. O sacerdote mais jovem que veio a falecer tinha 36 anos de idade.

 

Dos quatro bispos falecidos, três eram eméritos

Os quatro bispos falecidos (três dos quais eméritos) são: dom Cástor Oswaldo Azuaje, 69 anos, bispo da Diocese de Trujillo, falecido em 8 de janeiro de 2021; dom César Ortega, 82 anos, bispo emérito de Barcelona, falecido em 9 de abril de 2021; dom Tulio Chirivella, 88 anos, arcebispo emérito de Barquisimeto, falecido em 11 de abril de 2021; o cardeal Jorge Urosa Savino, 79 anos, arcebispo emérito de Caracas, falecido em 23 de setembro de 2021.

 

Bispos sempre exortaram ao respeito às medidas anti-Covid

 

Atualmente, a Igreja na Venezuela tem 2.068 sacerdotes, 345 diáconos permanentes e 60 bispos (41 ordinários, 3 auxiliares e 16 eméritos). "Em meio à crise global diante da pandemia, os sacerdotes não estão isentos dos riscos de contrair a Covid-19 em um momento em que as pessoas buscam o consolo do espírito e a proximidade da fé, para a qual os sacerdotes oferecem seu serviço à Igreja", escreve a Conferência Episcopal Venezuelana, lembrando que desde a chegada da Covid-19 ao país, a mesma sempre exortou toda a população a respeitar as diretrizes e recomendações em matéria de biossegurança.

Fonte(s): Vatican News
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Publicidade
Publicidade

Veja também

\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\
Publicidade
Publicidade

Mande um alô ou faça seu pedido musical

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar o acesso, você concorda com nossa Política de Privacidade. Para mais informações clique aqui.