Sobre

Maria da Conceição/ Sebastião Rodrigues

Maria da Conceição/ Sebastião Rodrigues

O programa nasceu aproximadamente há 16 anos com outros dois que formavam uma tríade Caminhos da Igreja, que ia ao ar aos domingos de manhã abrindo a programação local e Justiça e Paz se abraçarão que ia ao ar inicialmente na quinta feira e depois quinta e sexta-feira. Caminhos da Igreja era uma introdução ao dia do Senhor, o Domingo preparando o ouvinte a viver um dia importante para todo o cristão/a, o primeiro dia da semana e da nova criação. Justiça e Paz se abraçarão tinha um cunho de doutrina social da Igreja e temas afins. Ligava-se diretamente as pastorais sociais, as questões de Direitos Humanos. Neste sentido valorizava todo o processo de transformação que as Conferências de Medellín, Puebla, Santo Domingos e depois Aparecida tinham trazido ao processo de evangelização e promoção humana que teve seu ponto importante na Encíclica Evangelii Nuntiandi [Evangelho ao homem de nosso tempo], 1974.

Gotas de esperança, veio depois de um processo de discernimento porque inicialmente pensei a vários nomes para o programa, entre eles estava Pingos de Luz, mas acabei para ficar na primeira intuição que veio à mente e surgiu dentro de mim: Gotas de Esperança. O que é interessante é que hoje se usa muito a palavra “ESPERANÇAR” e isso devido a este tempo pandêmico e por certos versos de impotência e de desespero.

O programa “GOTAS DE ESPERANÇA” tinha inicialmente uma duração de duas horas com alguns quadros fundamentais que davam o sentido ao tempo que abranja o final da tarde de domingo e acompanhasse a volta para casa de muitas pessoas. Estes quadros permanecem até hoje.

O primeiro é um convite a saborear a Palavra de Deus partindo dos textos da Palavra proclamado no domingo e particularmente o Evangelho.

O segundo é um tema de formação cristã, por isso falamos de Sabedoria cristã.

O terceiro é a Igreja em notícia que inicialmente tinha notícias da Igreja no mundo, no Brasil e de Igrejas locais, particularmente do Norte.

O programa era e é até hoje aberto a participação dos ouvintes com pedido de músicas e mensagens que deveriam ser para outra pessoa que passe por um momento difícil e a quem nós queremos enviar uma mensagem de esperança, esta gota que ajuda a se levantar e a olhar com esperança e confiança para o amanhã.

No começo era apenas eu que o levava ao ar. Em seguida pedi a colaboração de Maria da Conceição do Nascimento com quem partilhávamos e continuamos partilhando a Coordenação Diocesana e Estadual da Pastoral Carcerária.

O chamado para servir a Pastoral Carcerária em nível de coordenação nacional, antes como Vice – coordenador e hoje como assessor teológico pastoral e membro da mesma coordenação não me fez desistir da produção do programa que é levado ao ar, todos os domingos ao vivo por Maria da Conceição, que hoje é comigo a alma e a vida deste programa. Contamos por certo período com a colaboração de Sebastiao na apresentação do programa.

Atualmente o programa vai ao ar todos os domingos das 18 às 19 horas e no meio desta pandemia quer ser mesmo uma Gota de Esperança de um projeto de humanidade melhor.

Pe. Gianfranco Graziola

Mande um alô ou faça seu pedido musical

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar o acesso, você concorda com nossa Política de Privacidade. Para mais informações clique aqui.